sábado, 12 de novembro de 2011

.

Eu odeio ser insegura. Odeio ser ciumenta. E principalmente, odeio ficar mal por ser assim.
Mas eu tenho medo de te perder. Eu já comentei uma vez com você, que por mais que você diga que é meu, eu as vezes não consigo acreditar. E parece que cada vez que eu entro no twitter das suas amigas eu perco cada vez mais a certeza de que você me quer, e o meu medo aumenta.
Eu sei que são elas quem falam as coisas e não você, sei que isso não significa nada, e principalmente sei que eu deveria parar de olhar lá, se isso me faz tão mal...
Mas eu preciso saber o que você vive fazendo....
Sinceramente? As vezes eu penso em desistir.
Tem tantas garotas legais por ai, tipo a Lany ~não que vc vá pegar ela, mas eu to dizendo no sentido de legais como ela é~ e bem, talvez tenha alguém legal aqui também.
Se você soubesse o tanto de gente que fala que isso não vai dar certo. O tanto de gente que diz ~sem ao menos te conhecer~ que você não é o cara certo pra mim. E você sabe como eu adoro pensar merda e o quanto eu me deixo ~sem querer~ ser influenciada.
Eu não sei, eu tenho medo de desistir, mas ao mesmo tempo eu tenho medo de continuar lutando.
Eu sei que é uma coisa sua, e eu tento ao máximo entender e respeitar, mas o fato de você não querer assumir nada, também me deixa com um pé atrás.
É clichê falar "Eu já sofri uma vez antes", mas é verdade. E você sabe disso, você sabe que dói até hoje... E eu sinceramente não quero que o mesmo aconteça com a gente.
Porque eu penso que se eu saí destruída do que eu tinha com o Rick, sendo que eu nunca tive nada com ele e ele nunca disse que gostava de mim, eu não me imagino perdendo o que eu tenho com você.
É só que se não for pra ter algo, eu não quero que você me deixe chegar ao ponto que eu cheguei com ele. Amando tanto, e sozinha.
Eu só peço pra que se nossos sentimentos não forem iguais, você ir logo embora, antes que eu me apegue mais do que eu já estou.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

.


Ela já foi minha melhor amiga, mas hoje a gente prefere fingir que não se conhece. 
Sabe como dói dizer “era minha amiga”?

Algumas pessoas não sabem, ou não tem ideia do poder que a distância tem...
E não estou falando daquela distância 'boa' que você pode ter daquela pessoa que você não suporta ou que você não quer nem ver perto...
Mas o outro lado da distância, da que separa as pessoas que se ama, das pessoas que querem mais que tudo estar perto...
Essa distância consegue estar presente em cada segundo do dia, aliem tudo que você faz te lembrando que alguém que você ama e está longe poderia estar vivendo aquele momento com você, por mais simples e "bobo" que ele seja, mas que no fundo você sabe, se essa pessoa estivesse ali, seria tudo diferente, seria especial...
A distância consegue manipular os pensamentos dessa forma, consegue machucar... E eu estou dizendo no sentido físico da coisa... A distância machuca, cria uma ferida enorme.. E em um lugar que você não alcança para poder curá-la, para poder tentar "consertar", ela machuca bem no fundo do coração. E ela não se contenta em fazer pequenos furos, ou cortes... A cada dia ela deixa essa ferida mais funda, mais dolorida, para que você possa se lembrar mais ainda da presença dela na sua vida...
Eu a odeio.
Com todos os sentidos da palavra, com todo o sentimento possível. E eu achava que não conhecia o ódio...
Mas é isso, não existe outro sentimento...
Odeio o fato dela me deixar separada de quem amo, odeio ela gritar e jogar na minha cara que ela é melhor quando eu procuro um abraço de quem eu não posso ter, odeio quando ela ri quando o que eu quero é um colo e a única coisa que encontro é o vazio...
Eu sei que o único sentimento capaz de vence-la é o amor, e eu sei que ele é enorme, imensurável...
Mas as vezes fica difícil de deixar ele ser mais forte, as vezes fica difícil deixar ele falar mais alto...
Como hoje...
Eu sei que o amor está aqui... Que está tentando cicatrizar todas as feridas que ela deixou aberta...
Mas hoje...
Hoje é um daqueles dias que ela vence, que ela me mostra que pode ser grande, e o quanto pode machucar, o quanto ela pode me deixar sem chão e assustada...
Sim, eu tenho medo...
Medo de que o amor não sobreviva a ela...
Que ele se canse de lutar contra suas feridas,ou que elas sejam muito intensas ao ponto dele desistir...

E eu só queria ser forte o suficiente para vencê-la e não deixar que essas lágrimas continuem a cair...
Pelo menos isso...
Pelo menos uma vez...


Roubei do blog da  minha mamis linda u.u 

terça-feira, 8 de novembro de 2011

...

"E você continua indo embora, e eu continuo ficando, vendo você levar partes de mim que antes eu nem sentia falta."


Caio Fernando Abreu

sábado, 5 de novembro de 2011

...

Já faz tanto tempo, não? Mas eu não consigo te deixar ir embora. E por um lado, eu simplesmente não quero te deixar partir.
Sabe quando as pessoas dizem "Se você for, vai levar um pedaço meu junto"? É o que eu sinto. Eu sei que todo mundo fala "mal" de você pra mim, e eu tenho plena certeza de que vou me magoar no final, de novo, mas cara, você me faz tão bem quando ta aqui!

Porto seguro. Essa é minha palavra pra te descrever. E por mais que ninguém consiga ver isso, por mais que você não consiga ver isso, você é.
Mesmo depois de todas as nossas brigas, mesmo depois de todo o tempo afastados, quando eu falo com você eu me sinto em paz. Mesmo quando nós não temos assunto, eu me sinto bem só de saber que você ta lá. E hoje, por mais que eu sempre diga estar bem principalmente quando eu não to, por mais que eu não me abra mais com você, você ainda é meu melhor amigo. ~muito mais que isso na verdade~ 
Enfim, eu sei que você me vê uma pessoa muito melhor sem esse nosso drama, então eu vou continuar fingindo que eu não sinto quando to com você, mas eu quero que você saiba que não é verdade, e que você faz MUITA diferença na minha vida.

terça-feira, 1 de novembro de 2011


"Antigamente meu maior medo era te perder. Mas hoje eu vejo que é você quem está me perdendo."