quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015


Os acontecimentos de hoje foram os seguintes:
1 - Ela escolheu a segunda opção. Acredito que a mais difícil, mas eu espero que a melhor pra nós.
2 - Eu percebi que algumas coisas acontecem por falta de comunicação, e outras pelo fato de nós termos o costume de falar demais, e muitas vezes coisas que não precisam ser divididas.

O que mais me alegra é que eu sinto tudo bem, eu acho que entendi o que ela queria. Entendi o significado da paz que ela procurava, porque é exatamente assim que eu me sinto nesse exato momento.
Obrigada pela conversa. Obrigada pelos esclarecimentos. E vendo tudo isso, eu nunca me senti tão grata de ter ficado off por todo esse tempo, fora de toda essa bola de neve.
Espero de todo o coração que as coisas caminhem para a direção certa com todos os envolvidos sz

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

it's time to decide


E então nós conversamos. E ela está cansada de todo o drama que criam sobre ela, cansada do clima que parece acontecer quando nos encontramos, ou justamente o clima que temos medo que aconteça e por isso não nos encontramos. Ela só quer paz. E eu preciso dizer, que não entendo isso! Eu disse a ela que não entendia as intenções dela, porque, pra que criar um grupo e dizer que não é a bruxa má, dizer que não quer que exista um clima entre nós e que quer paz, e terminar assim “estamos em paz, relaxe”. Isso é pra não ter peso na consciência? É pra quando se lembrar de tudo o que houve poder pensar “Eu fiz minha parte”? Eu preciso esclarecer um sentimento que tenho: Não vejo o porquê disso. Estamos vivendo nossas vidas separadamente, eu procuro não saber dela (em vão), ela não sei se sabe de mim, mas estamos vivendo! Pra que de tempos em tempos (porque essa não é nossa primeira conversa) reabrir a ferida? Eu não sei como é pra ela, mas em mim dói. Dói quando vejo algo que me lembra dela (por isso evito), dói quando ouço falar dela, dói mais ainda quando conversamos e ela só vem me pedir paz! Admito que sinto até um pouco de mágoa/raiva, quando vejo ela bem e ela só me procura pra isso.
Pare de me cutucar, quando tudo o que tinha pra ser dito, já foi falado, quanto a esse assunto!
Suas opções são as seguintes:
 – Ou me deixe quieta, e viva em paz consigo mesma, porque eu não estou guerreando com ninguém.

– Ou venha conversar a procura de união. Façamos as pazes e sejamos amigas. Caso contrario, que cada um siga seu caminho. Eu só peço que, por favor, não mexa mais nesse machucado. 

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Obrigada ♥

Obrigada por fazerem jus ao significado de amigo: "alguém que se apega mais do que um irmão, que é constante em sua lealdade e amabilidade, que socorre seu companheiro aflito e que o aconselha em fidelidade. (Pr 18:24; 17:17; 27:6, 9)"

Obrigada por saberem e aplicarem o termo perdão: "Ato de perdoar a um ofensor; cessar de ter ressentimento dele por sua ofensa e renunciar a todas as reivindicações de compensação."

Obrigada por estarem cientes de que vou falhar algumas vezes, assim como todas as outras pessoas,  e que vamos brigar, assim como irmãos as vezes brigam, mas obrigada mais ainda por não criarem uma barreira quando coisas assim acontecem, tornando possível então a situação ser esclarecida. 

Por fim, obrigada por serem meus amigos, obrigada pelo passeio do feriado, obrigada pela hospitalidade e obrigada por tomarem como meta se achegar. 

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015


“Chorar ajuda por um tempo, mas depois é preciso para de chorar e tomar uma decisão.”