sábado, 15 de dezembro de 2012

Cansei.. Eu simplesmente não tenho mais nada pra dizer.. Só cansei. E você sabe do que eu estou cansada.. Então obrigada pelo tanto que você me fez crescer e por todos os momentos bons.. Mas eu desisto. Estou te deletando.. Te deixando ir.. Mas fechando a porta, como prometi a mim mesma que iria fazer.. Se cuide. De verdade.

sábado, 1 de dezembro de 2012


"Nossos relógios nunca se ajustaram. Nosso tempo nunca foi mesmo. Nossos pés nunca seguiram a mesma direção. Das vezes que nos cruzamos, nenhuma foi por inteiro. Nunca entendi. Você deixou as pegadas, eu segui, achei que chegaria a algum lugar, mas errei o caminho. Me enganei. Depois você veio. Ora estava aqui, ora ali. Por infinitas vezes, a vida interrompia nosso percurso. Você partia, depois voltava. Éramos pura oscilação. Sempre freando, retrocedendo, indo e vindo. Você se desviando dos meus passos e eu dos seus. Até que um dia, eu perdi de vez a bússola que me levava até você. E desisti de te encontrar."  


O mais incrível é que sempre é só comigo. x) Obrigada. 

sexta-feira, 23 de novembro de 2012


     Seguinte, eu sou a pessoa menos indicada pra falar desse assunto, mas aqui vamos nós.

     Eu acho que as pessoas deviam parar de pegar as dores das outras. Eu sei que às vezes você gosta tanto de alguém, que fica impossível não ficar chateado se algo acontece com ela... Mas é com ela que aconteceu, não com você. Às vezes você comete um erro com um amigo, mas é com aquela pessoa, e com outro amigo qualquer, você não faria aquilo (mesmo que o que tenha acontecido, tenha sido sem querer). Acho que você não deixa de ser quem você é só porque fez algo que outra pessoa não gostou e acabou ficando chateada. Ou então você não é um monstro só porque não deu certo de ficar com alguém.

     Eu estou cansada de ser julgada por terceiros, que nem sabem como eu sou, e se acham no direito de me julgar porque eu fiz algo, ou aconteceu algo entre eu e um amigo dela... Parem com isso! A vida não é perfeita. As pessoas se machucam às vezes. Eu machuco varias pessoas às vezes. E até onde eu saiba, se eu fiz algo de errado a alguém, é com essa pessoa que eu tenho que falar, não com alguém de fora. Eu não preciso do perdão de ninguém a não ser daquela pessoa que tem algo contra mim. Então parem de me julgar como se eu fosse alguém muito especial para vocês, e que tivesse lhes decepcionado eternamente. Por favor, viu -.-‘

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Desisti. E isso é a coisa mais triste que tenho a dizer. A coisa mais triste que já me aconteceu. Eu simplesmente desisti. Não brigo mais com a vida, não quero entender nada. Vou nos lugares, vejo a opinião de todo mundo, coisas que acho deprê, outras que quero somar, mas as deixo lá. Deixo tudo lá. Não mexo em nada. Não quero. Odeio as frases em inglês mas o tempo todo penso “I don’t care”. Me nego a brigar. Pra quê? Passei uma vida sendo a irritadinha, a que queria tudo do seu jeito. Amor só é amor se for assim. Sotaque tem que ser assim. Comer tem que ser assim. Dirigir, trabalhar, dormir, respirar. E eu seguia brigando. Querendo o mundo do meu jeito. Na minha hora. Querendo consertar a fome do mundo e o restaurante brega. Agora, não quero mais nada. De verdade. Não vejo o que é feio e o que é bonito. Não ligo se a faca tirar uma lasca do meu dedo na hora de cortar a maça. Não ligo pra dor. Pro sangue. Pro desfecho da novela. Se o trânsito parou, não buzino. Se o brinco foi pelo ralo, foda-se. Deixa assim. A vida é assim. Não brigo mais. Não quero arrumar, tentar, me vingar, não quero segunda chance, não quero ganhar, não quero vencer, não quero a última palavra, a explicação, a mudança, a luta, o jeito. Eu quero não sentir. Quero ver a vida em volta, sem sentir nada. Quero ter uma emoção paralítica. Só rir de leve e superficialmente. Do que tiver muita graça. E talvez escorrer uma lágrima para o que for insuportável. Nada pessoal. Algo tipo fantoche, alguém que enfie a mão por dentro de mim, vez ou outra, e me cause um movimento qualquer. Quero não sentir mais porra nenhuma. Só não sou uma suicida em potencial porque ser fria me causa alguma curiosidade. O mundo me viu descabelar, agora vai me ver dormir. Eu quis tanto ser feliz. Tanto. Chegava a ser arrogante. Tanta coisa dentro do peito. Tanta vida. Tanta coisa que só afugenta a tudo e a todos. Ninguém dá conta do saco sem fundo de quem devora o mundo e ainda assim não basta. Ninguém dá conta e quer saber? Nem eu. Chega. Não quero mais ser feliz. Nem triste. Nem nada. Eu quis muito mandar na vida. Agora, nem chego a ser mandada por ela. Eu simplesmente me recuso a repassar a história, seja ela qual for, pela milésima vez. Deixa a vida ser como é. Desde que eu continue dormindo. Ser invisível, meu grande pavor, ganhou finalmente uma grande desimportância. Quase um alivio. I don’t care.

- Tati Bernardi.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

"Porque não foi um inimigo quem passou a vituperar-me;
Senão eu o poderia suportar.
Não foi alguém que me odeia intensamente que assumiu ares de grandeza contra mim;
Senão eu poderia esconder-me dele.
Mas foste tu, um homem mortal que era como meu igual,
um que me era familiar e meu conhecido,
Porque costumávamos desfrutar juntos de doce intimidade; [...]" (Salmos 55: 12-14)

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Não vou atrás de ninguém. Não mais. Eu não quero me apegar em ninguém, não quero precisar de ninguém.
Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 20 de agosto de 2012



Depois de ler tantas frases sobre pessoas nos abandonando, sobre pessoas que não ficaram...
Depois de tanto chorar por não conseguir de volta amigos que eu um dia abandonei...
Depois de sentir tanta falta de abraços que vem e vão conforme o humor das pessoas que eu mais gosto muda...
Eu decidi deixar partir... Mas não é simplesmente deixar livre pra ir e vir quando quiser... Mas é deixar ir e fechar a porta quando a pessoa sair.
Porque eu to cansada de me sentir vazia, to cansada de ficar com ciúmes, cansada de sentir falta.
A partir de hoje, quem abandonar o barco, vou deixar morrer afogado... x)
E entendo completamente se alguém fizer o mesmo comigo, viu? ><
Eu entendo completamente a raiva que as meninas têm de mim por ter sumido...

sábado, 18 de agosto de 2012


*--------------------------------------------------*

domingo, 12 de agosto de 2012

sábado, 4 de agosto de 2012


E quanto mais eu falo com as pessoas, 
mais eu percebo que sou a única trouxa que ainda se importa,
 não importa o que aconteça, 
ou quanto tempo passe. 

sábado, 28 de julho de 2012



Eu fiz loucuras pra te encontrar
Fui paciente pra te esperar
Fui seu amigo pra te entender
Sempre disposto a te escutar
Me fiz mais forte para aguentar
Essa angustia de te esperar
Fiz palhaçadas pra te ver sorrir
Falei besteiras pra te alegrar
Eu virei noites pensando em você
E em uma maneira de explicar
Como isso tudo foi acontecer
Como por você fui me apaixonar

Tudo o que eu faço pensando em você
É só o meu jeito de te falar
Que não importa o tempo que for
Eu vou te esperar 2x
Tudo o que eu faço pensando em você
Quem sabe assim você vá se tocar
Que é só você fazer acontecer
Eu vou te esperar 2x

Me pus no seu lugar pra compreender
Mudei meus planos pra te acompanhar
Fiz absurdos pra te surpreender
Roubei estrelas pra te encantar
Criei desculpas pra poder te ver
Já tomei chuva só pra te abraçar
Me escondi pra não te ver sofrer
E quis morrer quando eu te vi chorar
E o nosso beijo faz enlouquecer
Que eu perco a hora até perco o ar
É tão perfeito é tudo tão lindo
Parece que faz o tempo parar

Tudo o que eu faço pensando em você
É só o meu jeito de te falar
Que não importa o tempo que for
Eu vou te esperar2x
Tudo o que eu faço pensando em você
Que sabe assim você vá se tocar
Que não importa o tempo que for
Eu vou te esperar 4x

Me arrisquei para não te perder
Abri meus braços pra me entregar
Eu não fiz nada pra esse amor nascer
Mas faço tudo pra não se acabar

terça-feira, 17 de julho de 2012



“Toda noite você chora até dormir, pensando “por que isso acontece comigo? Por que todo momento tem que ser tão difícil?” Difícil acreditar nisso.”
Maroon 5  


So come with me, where dreams are born, and time is never planned. Just think of happy things, and your heart will fly on wings, forever, in Never Never Land! - Peter Pan 



Eu vou te levar pra terra do nunca, pra não deixar você crescer e, de forma alguma, me abandonar ;~~~~~ 

segunda-feira, 9 de julho de 2012


Eu sinto o tempo roubando uma das minhas metades...


E dói...

terça-feira, 3 de julho de 2012

segunda-feira, 25 de junho de 2012


Hoje eu chorei. E a culpa foi toda sua. 
Eu tenho feito meu melhor pra não me importar, 
pra manter outras coisas na cabeça,
 se não o buraco que eu to sentindo. 
E você nem sonha com isso, 
você não faz ideai do que eu to sentindo... 
Da falta que eu sinto de você... 
Mas mesmo assim eu continuo aqui;
 esperando que você se aproxime de mim mais uma vez. 

sábado, 23 de junho de 2012

Um dos piores tipos de saudade é
 conviver com uma pessoa
 e sentir saudades de como 
ela já foi um dia.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Uma coisinha especial


   Sei que voce não comemora aniversário nem nada mas.. agora você tem quinze anos. Falta só mais 3, ok? Só mais 3 para os nossos planos..
   Nosso amor pode não estar escrito em nenhum livro (mesmo que há algumas coisas apareçam em um ou outro, que no caso chega a ser muito estranho e.e =xxx) mas nós podemos fazer este livro, não com tinta e papel, mas com tempo e emoções.. o nosso livro.. o nosso amor.
   Eu posso ter cíumes, ser chato, brigar com você, falar que te odeio mas no fundo, eu só tenho medo de perder você porque eu te amo e mesmo você dizendo que não vou te perder, não posso correr risco algum..
   No final das contas, não sei como dizer isso, porque não pode ser um parabéns nem um feliz aniversário, sei lá.. mas você ficaria feliz com um EU AMO VOCÊ ? se não ficar, problema é seu u.u porque no momento é tudo o que eu posso dar-lhe..

do seu Gadeiudo

 É, eu ainda sei a senha do seu blog =xx não sei como, mas eu sei u.u

domingo, 20 de maio de 2012

Eu sinto a sua falta...

sábado, 19 de maio de 2012


"Quando você conhece alguém,
tão diferente de você,
de uma boa maneira,
você nem sequer tem que beijá-lo
para ter fogos de artifícios explodindo.

É como fogos de artifícios
no seu coração
o tempo todo.

Eu sempre me perguntei,
os opostos realmente se atraem?
Agora eu sei com certeza
que eles se atraem."

sexta-feira, 11 de maio de 2012


Já ouviu aquela frase “Quem vive de passado é museu?” Tô achando que sou um museu. Não sei esquecer, deixar pra lá, e largar de lado aquilo que tanto me marcou. E isso acaba sendo um problema. Problema que não me deixa seguir em frente sem dar aquela leve espiadinha lá atrás. Complicado. Tão complicado que chega a ser um defeito. Um defeito chamado “se importar”. Tá que se importar não é um defeito, mas passa a se importar demais pra você vê a merda que acontece. Não consigo me importar pouco, ou na medida certa. Sempre exagero. Se eu me importo, me importo demais. Pra caralho. Em excesso. Na verdade, eu queria saber como esquecer. Por onde começo? Poetas pediriam uma dose de amnésia. Já os jovens, não se contentariam com um pouco, então pediriam litros e mais litros. Agora eu? De tão exagerada que sou, pediria um tonel mesmo. Só assim pra poder esquecer, eliminar, deletar de vez sem direito a restauração. Mas eu não precisava esquecer, e sim desapegar. Pro-ble-ma-ço. Ainda não fiz a matéria “desapego”, e se fiz, tenho quase certeza que reprovei. Até hoje não aprendi, não sei, não decorei. O que é uma pena. Mas quer saber de uma coisa? Tô achando que não sou museu não. Museu ganha pra viver de passado, já eu, pago até hoje por isso. 



sábado, 7 de abril de 2012

sábado, 24 de março de 2012


“(…) E apesar de rir e fingir que não me importo, eu me importo sim. Tem dias que gostaria de ser diferente, mas isso é impossível. Estou preso ao caráter com qual nasci, e mesmo assim tenho certeza de que não sou má pessoa. Faço o máximo para agradar a todos, mais do que eles suspeitariam num milhão de anos.”
— O Diário de Anne Frank
Me tranquei. Não atendo mais ao telefone, por mim que fique lá tocando por horas se quiser. Não quero mais sair de casa, não vale a pena. Deito na cama e leio o tempo todo. Olho para o teto e ouço os carros passando na rodovia lá em baixo. Bebo meu café e ignoro as batidas imaginárias na porta. O vazio me assusta às vezes e aquela vontade de chorar volta. Mas e as malditas lágrimas cadê?


sexta-feira, 2 de março de 2012


Cuida de mim enquanto não me esqueço de você ♪

quinta-feira, 1 de março de 2012

sábado, 18 de fevereiro de 2012


Eu queria ir embora.. Não, eu não quero deixa-lo, mas eu não suporto vê-lo assim.
Assim como eu não conseguia ficar perto da Gabyeee_ quando tudo aquilo aconteceu, eu não suporto ficar perto dele com ele desse jeito. Eu sempre digo "Se vc for meu amigo, eu vou acabar te puxando pro poço junto comigo" mas na verdade é o contrario.. Eu é quem sou puxada... Eu não sou forte o suficiente pra segurar ninguém... E ele.. Ele eu não consigo nem manter em pé apoiado em mim, quem dirá segura-lo.. E isso me destrói.
Eu odeio ficar do lado e ver ele se acabando e não poder fazer nada. Não conseguir fazer nada. E tudo o que eu mais queria era me afastar, como fiz com a Gabyeee_, mas as coisas são diferentes, e eu não posso.. não é justo quando ele faz tudo por mim.. Mas merda. Eu to quebrando junto! E eu não sei mais por onde ir..
E eu sou tão falsa, flando que ele pode confiar em mim, que pode se apoiar, que eu vou sempre segurar ele.. ms eu não consigo nem me manter em pé... ;~~~~~~~~~~  Deus, eu sou tão egoísta! Tão covarde!
Será que alguém pode me ajudar? Me dizer como ajudar ele?
Eu já não suporto mais ;~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Afinal, de quantas maneiras um coração pode ser destroçado e ainda continuar batendo? Nos últimos dias, eu tinha passado por muitas experiências que poderiam ter acabado comigo, mas isso não me deixou mais forte. Ao contrário, eu me sentia horrivelmente frágil, como se uma única palavra pudesse me despedaçar.
Lua Nova, Bella Swan

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Alguém


Alguém, pelo amor de Deus, me diga como lidar com esse tipo de coisa. Vocês sabem o que eu quero dizer. Aquela sensação horrorosa de não ser mais capaz de aguentar ser decepcionada por aqueles em que a gente mais confiava. Aquela sensação de não querer mais acreditar em ninguém. Porque todos mentem. Todos vêm e vão embora. E alguns não vem. E você passa a noite inteira esperando por alguém que nunca vai chegar. E checa o celular pela milésima vez. Mas não há mensagens. Não há chamadas perdidas. Não há nada. Nada. E você é obrigada a acreditar que esperou por nada esse tempo todo. Que chutaram o balde e não perceberam que o balde era a única coisa a qual você se agarrava.

Alguém, pelo amor de Deus, me diga: Porque todos são assim? Porque eu simplesmente não entendo. Não entendo como eles fazem isso tão facilmente sem nem hesitar. Parte de mim também queria ser assim. Não se importar, não dar a mínima para os sentimento dos outros. Mas a outra parte, a que perdoa tudo e todos, ah... essa parte me segura e sussurra: você não pode ser igual aos outros, porque ser iguais a eles significa nunca, jamais, se importar, e esse é o seu problema - você se importa demais. E é verdade. Não sei como algumas pessoas conseguem ligar o "foda-se" e sair por aí quebrando corações e destruindo promessas como se essas coisas não significassem nada.

Alguém, por favor, faça essa onda de decepção ir embora. Não posso mais acreditar em ninguém. Não quero mais acreditar em ninguém. "Porque no fundo eu sei que a realidade que eu sonhava afundou num copo de cachaça e virou utopia", que nem Caio diria. Rezo para que todas essas decepções congelem de vez tudo dentro de mim, que me tornem mais fria e mais coração de pedra. Para que, num futuro próximo, eu não seja a garota que tenha que escrever sobre isso over and over again.

Alguém, por favor, faça com que isso pare.

Alguém, por favor, faça com que eu siga as regras sobre as quais tanto escrevo. Nunca se apegar. Nunca falar sobre sentimentos. Nunca se importar.

Alguém?


.



Aparento estar forte, mas adormeci chorando. Ajo como se nada estivesse errado, mas talvez só sou muito boa em mentir. Eu não sei bem o que ou porque, mas tem algomachucando em mim. Eu me sinto enjoada. Meu estômago dá voltas, o dia todo. Em dias assim a vontade é de ficar em casa em minha cama, sozinha. Fazendo nada... Acontece que no fim do dia eu percebo que nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que eu trago dentro de mim. E acabo desapontando quem mais amo, simplesmente por querer fingir que estou bem.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

.

Eu não sei por onde começar... Alias, eu não sei o que dizer e se quer o porque de estar aqui, mas né... Talvez escrever me ajude, mais uma vez, a desabafar...
A verdade é que eu sinto sua falta até hoje. E o mundo vai me julgar por isso, mas eu sinto.
Eu sinto falta de ser sua amiga. Mas uma amiga real, não aquela com quem você brinca o tempo todo...
Eu sinto falta de quando você me contava como estava, e as coisas do seu dia.. Quando dividia musicas comigo.
Você lembra de quando brincávamos de hamster? ou de cachorro?... Eu acho que não.. Creio que você excluiu todas essas memórias quando todo aquele rolo aconteceu.. Mas eu ainda me lembro. Eu ainda tenho os prints.
Mais que tudo, eu sinto falta de ser sua melhor amiga.
Você lembra de quando você foi meu papai noel? Lembra das vezes que tocou pra mim? Eu lembro.
Mas em horas como agora, eu daria tudo pra esquecer.
Pra falar a verdade, eu queria que esse tempo voltasse, mas como não dá, eu queria que essas lembranças fossem embora. Queria que essa saudade sua fosse embora.
Como eu disse, o mundo me julga por isso... Mas eu não me importo, porque eu simplesmente sinto...
Talvez eu esteja errada em no mínimo não lutar contra isso, mas essa é outra coisa com que não me importo..
A verdade é que por mais fdp que você seja :x, eu sempre vou gostar de você... E talvez eu esteja só me iludindo mais uma vez, mas eu duvido que você também não goste de mim... Que não sinta falta dos velhos tempos... Enfim, nada disso faz diferença, mas eu queria que as pessoas soubessem.. Que você soubesse.. que eu sou uma retardada que não sabe seguir em frente e adora quebrar a cara mais e mais Que eu sinto a sua falta...

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Sempre que eu viajo, eu acho que a melhor parte é ir pra casa, mesmo que eu esteja me divertindo muito... Porque sabe né, casa é casa :P 
Mas pela primeira vez, eu queria ficar. Eu queria morar la. Ver ela todo dia.
Semana passada eu vi minha gêmea, a Lany.. Alguém que converso desde 2009, mas nunca tinha visto... Eu nem sei porque estou chorando se foi tao bom... Tao perfeito.  Nós não brincamos, não rimos até chorar, nem nada parecido... Mas foi taaaaaaaaao bom ve-la. Tão perfeito. ~sei que ja disse isso~ 
Sabe o que é esperar dois anos pra passar 3 horas com alguém? E o pior de tudo... Não saber quando será a próxima vez que você vai sentir o abraço dela... Abraço que você sabe que se tivesse todo dia, te tornaria uma pessoa mais forte.. Porque ele iria te aquecer, proteger e dar forças. 
Por outro lado, acho que se eu morasse perto dela, nossa amizade não seria tão forte quanto é hoje... De qualquer forma... Foram as melhores 3 horas que eu poderia ter.

Eu sei que é clichê falar assim, mas eu nao mudar ia absolutamente nada. No máximo iria acordar mais cedo  e aproveitar aquela meia hora ~ou foi uma?~ de atraso que eu tive... Mas fora isso, eu nao mudaria nenhum segundo... e.e Ok, mudaria. Eu teria feito nosso abraço durar mais, também. Pqp.

Sabe, quando eu paro pra pensar, a ficha ainda não caiu de que eu realmente vi ela... Porque ela é exatamente como eu pensei que seria, age na vida real exatamente como age na net... Então pra mim, é como se ela sempre estivesse aqui.  :$

Gêmea, obrigada por ter feito arranjos pra me ver, mesmo que só por 3 horinhas... Obrigada por ser a melhorar a miga do mundo. E por ser a dona do melhor abraço do universo. 

"Eu amo você. Sempre. Pra sempre. Mesmo quando estivermos brigadas, mesmo quando nao nos falamos... Em cada dia, em cada pensamento"
No fim, são aqueles que você menos espera que te deem a mão, os que mais te ajudam a levantar... E aqueles que você pensava que não te deixariam cair, são os que te empurram pra baixo... Mas talvez seja isso mesmo, as pessoas que você mais gosta SEMPRE vão ser as que mais te magooam, você só tem que se acostumar com isso...

domingo, 1 de janeiro de 2012

.

Bem vindo 2012! Tenho certeza que você será muito MELHOR que 2011...Espero que durante a sua existência eu possa encontrar coisas capazes de me fazer cada vez mais FELIZ! Irei abraçar todas as oportunidades que eu puder obter, destruir todos os obstáculos que estiver em meu caminho, conhecer coisas novas e conservar aqueles que são insubstituíveis - FELIZ ANO NOVO À TODOS e que apesar das dificuldades que sem dúvida irão aparecer, possamos estar  
prontos para fazer mais um ano VALER A PENA \o/ ♥






André Felippe